Saúde

O que é o Outubro Rosa e por que ele foi criado?

O mês de outubro já é conhecido mundialmente como um mês simbolizado por atitudes relacionadas à prevenção e ao diagnóstico precoce do câncer de mama. O movimento tem como objetivo distribuir informações sobre o câncer de mama, gerando uma conscientização sobre a doença, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.

O Outubro Rosa é uma campanha que virou uma cultura bastante presente na nossa sociedade, embora haja todo um mês de campanha, você sabia que há uma data específica para o combate ao câncer de mama? O data que simboliza o dia mundial do combate ao câncer de mama é comemorada no dia 19 de Outubro.

Como surgiu a data?

O movimento internacional de conscientização para a detecção precoce do câncer de mama, conhecido como Outubro Rosa, surgiu quando o símbolo da campanha, que é o laço de cor rosa foi criado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure no início da década de 1990 e utilizado em uma corrida para a cura do câncer realizada em Nova York no mesmo ano.

Além da utilização do laço rosa, diversas cidades passaram a iluminar prédios e monumentos públicos na cor rosa durante a campanha com o intuito de trazer mais visibilidade a mesma. No Brasil, a campanha começou a ter mais destaque a partir de 2002, quando o monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista, conhecido popularmente como Obelisco do Ibirapuera, localizado em São Paulo, foi iluminado com luzes na cor rosa.

O ano de 2008 também foi bastante importante para o avanço da campanha no nosso país, já que diversas institucionais relacionadas ao câncer de mama se uniram para iluminar de rosa os símbolos mais conhecidos do Brasil, como o Cristo Redentor por exemplo.

Câncer de Mama

O câncer de mama é o tipo de câncer que mais aflige mulheres no mundo todo, não diferindo entre países desenvolvidos e subdesenvolvidos. Cerca de 2,3 milhões de casos novos foram estimados para o ano de 2020 em todo o mundo, o que representa cerca de 24,5% de todos os tipos de neoplasias diagnosticadas nas mulheres.

Para o Brasil, segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer) foram estimados 66.280 casos novos de câncer de mama em 2021, com um risco estimado de 61,61 casos a cada 100 mil mulheres. O câncer de mama também ocupa a primeira posição em mortalidade por câncer entre as mulheres no Brasil, com taxa de mortalidade ajustada por idade, pela população mundial, para 2019, de 14,23/100 mil. As maiores taxas de incidência e de mortalidade estão nas regiões Sul e Sudeste do Brasil.

Os principais sinais e sintomas suspeitos de câncer de mama são: caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido de um dos mamilos. Também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou na região embaixo dos braços (axilas).

Quais são os fatores de risco e como prevenir o câncer de mama?

Para o câncer de mama não há uma causa única em si, diversos fatores são relacionados ao desenvolvimento dessa doença entre as mulheres, como o envelhecimento, determinantes relacionados a vida reprodutiva da mulher, histórico familiar de câncer de mama, consumo de álcool, excesso de peso, a falta de atividade física e a exposição à radiação ionizante.

A melhor forma de prevenir o câncer de mama são os exames para ter um diagnóstico precoce da doença, um exemplo é o autoexame que pode ser feito pela própria pessoa com o intuito de saber se há um caroço no seio, acompanhado ou não de dor (deve-se lembrar que nem todo caroço é um câncer de mama, por isso é importante consultar um profissional de saúde). A pele da mama pode ficar parecida com uma casca de laranja; também podem aparecer pequenos caroços embaixo do braço. Caso a mulher observe alguma alteração ela deve procurar imediatamente um serviço de saúde mais próximo de sua moradia.

É recomendado que toda mulher acima de 40 anos procure uma clínica, um ambulatório ou até mesmo um posto de saúde para fazer anualmente uma mamografia preventiva, mesmo que não haja sintomas!

Uma outra forma de diminuir e até prevenir várias doenças (não só o câncer) é manter uma alimentação saudável e equilibrada (com frutas, legumes e verduras), praticar atividades físicas (qualquer atividade que movimente seu corpo) e não fumar.

Posts Relacionados