Curiosidades

Qual é a origem do Papai Noel?

O mês de Dezembro é facilmente associado como um período festivo, pois de fato ele realmente é, especialmente, pelo Natal. Além da comemoração do nascimento de Jesus Cristo pela religião cristã, a data por sua vez também é lembrada por seus símbolos, dentre eles o velho e clássico Papai Noel, contudo você sabe como surgiu o “bom velhinho”?

Primeiramente, é necessário começar pelo mais simples, você sabe o porquê no Brasil chamamos o “bom velhinho” de Papai Noel? O nome “Papai Noel” possui heranças francesas, isso porquê, “Noël” significa “Natal” no idioma francês. Ou seja, o nosso nome desse símbolo natalino, significa em si “Papai Natal”.

Um outro exemplo de uma variação é o nome do Papai Noel em inglês, onde ele é chamado de “Santa Claus”, nome que tem raízes na forma como os holandeses chamavam o São Nicolau, “Sinterklaas”. Sendo assim uma homenagem a o santo que é a principal origem do nosso tão amado Papai Noel.

Papai Noel e as suas origens.

O Papai Noel na forma como conhecemos possui algumas origens que são estabelecidas, uma dela é a origem cristã. Na origem cristã a figura do Papai Noel é facilmente relacionada com um bispo cristão chamado São Nicolau ou Nicolau Taumaturgo. São Nicolau veio ao mundo em Patara, localizada na Ásia Menor (atual Turquia), por volta do ano 270, e veio a ficar conhecido por ser um bispo em uma igreja em Mira. Nicolau foi um bispo em dos períodos com maior perseguição do Império Romano ao cristianismo.

Nicolau acabou ficando bastante conhecido por ser uma pessoa generosa e ajudar os pobres. A sua generosidade ficou particularmente conhecida por uma história que envolvia um homem empobrecido e suas três filhas. Nessa história, um homem que havia sido muito rico no passado, não possuía dinheiro para pagar os dotes de casamento de suas filhas, levando a elas a provavelmente terem que recorrer a prostituição para arrecadar o valor do dote. Contudo, para evitar que isso ocorresse, Nicolau enviou secretamente uma quantia para que as filhas poderem se casarem.

Todas as ações em vida de Nicolau o fizerem ficar muito associado com obras de caridades e com crianças. Ele também possuía características semelhantes a do Papai Noel como conhecemos hoje em dia, sendo um homem grisalho e barbudo.

Uma outra origem do “bom velhinho” é relacionado a outras figuras não vinculadas ao cristianismo. Uma delas é importante divindade das tribos germânicas do norte da Europa: Odin. Odin era o principal deus desses povos e também era representado como idoso, grisalho e barbudo.

As tradições destas tribos colocavam Odin como responsável por realizar a entrega de presentes durante o Yule, uma celebração que marcava o solstício de inverno. Esses povos acreditavam que Odin se movimentava utilizando o seu cavalo de oito patas, chamado como Sleipnir (este cavalo de Odin pode ser associado com as oito renas que acompanham o Papai Noel), realizando assim a entrega de brinquedos e doces.

Para receberem os presentes, as crianças costumavam colocar botas próximo às chaminés e enchiam-nas de palha para o cavalo de Odin conseguir se alimentar. Em troca deste ato, Odin colocava brinquedo e doces nas botas e a entrega era realizada por Odin entrando nas casas pelas chaminés. Com a devida modernização do mito, as botas deram lugar as tradicionais meias próximas às chaminés.

Com o avanço da história, o norte da Europa passou cada vez mais a ser cristianizado e as antigas lendas que associavam a entrega de presentes a Odin e ao Yule passaram a serem relacionadas com São Nicolau e o Natal. Portanto, o Papai Noel, como muitas outras figuras e festividades modernas, foram concebidas pela mistura de crenças pagãs e cristãs.

Como surgiu o Papai Noel moderno?

A tradição e a própria figura do Papai Noel chegaram à América devido a imigrantes holandeses, tais imigrantes que desembarcaram na América do Norte (na cidade de Nova Amsterdã, atual Nova Iorque). Para os holandeses, a figura do Papai Noel, também associada com São Nicolau, era chamado de Sinterklass (nome que precedeu a forma como o bom velhinho é chamado nos Estados Unidos, atualmente sendo Santa Claus).

No final do século XIX, o desenhista alemão Thomas Nast teve a ideia de incorporar novos elementos a imagem do bom velhinho. Para tal, publicou na revista norte americana Harper’s Weekly o desenho do Papai Noel que, para os padrões atuais, se assemelhava mais a um gnomo da floresta. Passando alguns natais, o projeto original foi sendo aprimorado até que o velhinho ganhou a sua característica barriguinha, uma melhor estatura e uma barba branca abundante.

Apesar das grandes contribuições de Nast para a forma na qual conhecemos o Papai Noel nos dias atuais, ainda é necessário conhecer qual a história de origem do clássico traje avermelhado. É inegável que o Papai Noel já havia sido retratado de diversas formas e cores, contudo, foi apenas em 1931 que Haddon Sundblom, contratado pela Coca-Cola, teve a ideia de uma vestimenta com um padrão mais rubro. Com o passar dos anos, o Papai Noel de Haddon se tornou extremamente popular no mundo todo e se tornando a principal forma na qual conhecemos o bom velhinho nos dias de hoje.

Apesar de lhe contarmos que, na verdade o Papai Noel não existe e que há uma origem por trás desse símbolo, esperamos que ainda sim a magia no natal perdure. Por um motivo ou pelo outro, a Meame deseja a todos e a todas um bom fim de ano, boas festas e um próspero ano novo!

E ai, gostou? Fique ligado ao blog da Meame para outros conteúdos.

Fontes Bibliográficas:

Posts Relacionados